Mais da metade das fintechs atendem empresas, aponta pesquisa Fintech Deep Dive 2020

Diversificação

Historicamente, o segmento de meios de pagamento domina a atuação das fintechs brasileiras. Mas parece que o jogo virou. Na nova edição da pesquisa da ABFintechs e da PwC, o segmento de créditos, financiamentos e negociação de dívidas representa 21% das fintechs no país (contra 19% na pesquisa anterior), enquanto as empresas em meios de pagamento somam 16% (ante 21% do levantamento anterior).

“Entre 2019 e 2020, pudemos perceber algumas mudanças em relação às fintechs e a forma como atuam, confirmando o fortalecimento do mercado. As empresas estão se diversificando mais, trabalhando com outros públicos, oferecendo outros serviços — algo que só se torna possível a partir do momento em que o empreendimento não é uma aposta de risco. A chegada de novas possibilidades digitais, como o PIX, abre ainda mais opções, e devemos observar esses resultados já ao longo do próximo ano”, analisa Luis Ruivo, sócio da PwC Brasil.

Gestão e internacionalização

Das empresas consultadas, 35% foram fundadas há cinco anos ou mais, com 39% em processo de expansão ou consolidação. Empresas que têm ao menos uma fundadora mulher tendem a ser mais duradouras: das fintechs com 5 anos ou mais, 42% contaram com ao menos uma mulher em sua fundação, contra 29% das fundadas apenas por homens.

“O estudo revela um cenário positivo para as fintechs brasileiras. Com toda a inovação incentivada pelas novidades no sistema bancário e a necessidade de reinvenção em meio à uma pandemia global, as fintechs passaram por um longo período de amadurecimento e pavimentaram com disrupção os seus caminhos em meio à crise. Como resultado, temos um setor fortalecido, com atuação mais diversificada, oferecendo novos serviços e alcançando um novo tipo de público”, avalia Diego Perez, recém-eleito presidente da ABFintechs, conforme a Finsiders antecipou.

Apostas tecnológicas para 2021

As três principais tecnologias que as fintechs dominam continuam sendo cloud (55%), data analytics (51%) e mobile (51%). Entre as tecnologias que pretendem dominar estão inteligência artificial (45%), machine learning (36%) e data analytics (30%).

--

--

Principal veículo de jornalismo especializado no ecossistema de fintechs no Brasil. Cadastre-se e leia em www.finsiders.com.br

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Finsiders

Finsiders

Principal veículo de jornalismo especializado no ecossistema de fintechs no Brasil. Cadastre-se e leia em www.finsiders.com.br